NOTE! This site uses cookies and similar technologies.

If you not change browser settings, you agree to it. Learn more

I understand
logo_pt.png

Tudo o que deves saber sobre o consumo de álcool e drogas enquanto conduzes

Até há uns anos, os condutores apenas se viam afectados pelas provas de alcoolemia que realizavam as forças e corpos de segurança do Estado. Mas com o avanço e o desenvolvimento tecnológico têm-se incorporado novos instrumentos, tais como os detectores de droga na saliva, que permitem obter o consumo de diferentes substâncias estupefacientes, como pode ser a cocaína, canabis, opióides, anfetaminas e metanfetaminas.

Estes testes de drogas têm como finalidade adquirir mostras de saliva que acusem positivos ou negativos de consumo recente, segundo afirmações do serviço de investigação da Dirección General de Tráfico (DGT). Uma pessoa apenas acusará positivo no “drogotest” se consumiu marijuana ou outro tipo de estupefaciente com um prazo de 5 ou 6 horas. Não obstante, há pessoas que acusam positivo em determinadas drogas por consumo num prazo muito superior às 6 horas.

Dar um tempo orientativo que te ajude a prevenir possíveis positivos, se tens por diante a prova da saliva, é um pouco arriscado pelo que se explicou. Por isso, só podemos apresentar os dados e deixá-lo à livre interpretação. Ainda que a DGT afierme que transcorridas 6 horas já não há risco de acusar positivo, comprovou-se que, por exemplo, o THC (componente psicoactivo da planata de canábis) na saliva pode durar até 72 horas. Toda esta informação é muito relativa, já que se teria que atender a factores como o metabolismo de cada indivíduo, dos seus hábitos alimentares, se leva um estilo de vida saudável, o volume do corpo, a regularidade com que se produz o consumo, etc.

Quanto aos efeitos que pode gerar este tipo de substâncias na condução, são muito diversos. Como a sobreavaliação das próprias capacidades, a falsa percepção do espaço e do tempo, a alteração da valorização do risco, aparecimento de ilusões ópticas e défice de atenção, pelo que o facto de consumir este tipo de substâncias esteja tipificado pelo Reglamento de Circulación, dado que os efeitos das drogas na condução são bastante graves e podem multiplicar as possibilidades de sofrer um acidente.

Os controlos de detenção de drogas a condutores, segundo descreve a DGT, seguem os seguintes passos:

O primeiro passo é recolher a amostra de saliva utilizando uns dispositivos especiais. Esta amostra chama-se "indiciária" e detectará a possível presença de substâncias ilegais no organismo. E em caso de resultar positiva, realizar-se-á a recolha de uma segunda amostra, a qual se designa por "evidencial", cujo objectivo é detectar o tipo de substância e a sua quantidade.

Todavia, se o condutor não está de acordo com o resultado obtido pelo test de saliva, está no seu total direito de solicitar que se realize análise ao sangue como prova de contraste. Mas, se for positiva, será o condutor a assumir os gastos da mesma.

SANÇÕES POR CONDUZIR SOB O EFEITO DE DROGAS

Desde um ponto de vista administrativo, tal como reflfete o artigo 80.º da Ley sobre Tráfico, Corculación de Vehículos a motor y Seguridad Vial para sancionar a condução sob o efeito de drogas deve bastar com a simples presença de drogas no organismo, impondo-se por isso uma multa de 1000,00 euros com a consequente perda de 6 pontos da carta de condução. Isto será sem se fixar a quantidade que se haja detectado para a sua gradução, o que permite afirmar existir uma tolerância zero com respeito às mesmas.

Desde um ponto de vista penal, o capítulo IV do Código Penal tipifica no seu artigo 379.2 os delitos contra a Segurança Rodoviária e regula as diferentes penas por conduzir com excesso de álcool ou sob o efeito de drogas.

Por conduzir sob o efeito de álcool:

Taxa superior a 0,60 miligramas por litro em ar expirado e 1,2 gramos por litro no sangue: Pena de prisão de três a seis meses ou multa de seis a doze meses ou trabalho a favor da comunidade de 31 a 90 dias, assim como inibição do direito de conduzir por tempo superior a um ano e até quatro anos.

Negativa a submeter-se às provas: Prisão de seis a um ano e inibição do direito de conduzir por tempo superior a um ano e até quatro anos.

Por condução sob o efeito de drogas:

A lei proíbe conduzir com a presença de drogas e está catalogada como uma infracção muito grave, punida com uma sanção de 1000 euros e a retirada de seis pontos na carta de condução. Mas, se o agente, para além de verificar o positivo na prova de detecção, observa signos exteriores de influência tais como olhos vermelhos, sudação excessiva, movimentos arrítmicos e com espasmos, deverá refleti-lo em acta para iniciar de ofício uma denúncia por delito contra a segurança rodoviária.

Conduzir sob a influência de drogas tóxicas, estupefacientes ou substâncias psicotrópicas:

Pena de prisão de três a seis meses ou multa de seis a doze meses ou trabalhos a favor da comunidade de 31 a 90 dias, assim como inibição do direito de conduzir por tempo superior a um ano e até quatro anos.

Negativa a submeter-se às provas: Pena de prisão de seis meses a um ano e inibição do direito de conduzir por tempo superior a um ano e até quatro anos. Artigo 383.º do Código Penal.

Teléfono Fijo
924 24 66 88
Teléfono Móvil
620 44 01 50
Skype
carlos@francoyromeroabogados.eu
WhatsApp
620 44 01 50
Skype
carlos@francoyromeroabogados.eu
Pode Contactar-nos por estes meios

Blog Legal Atual

Tudo o que deves saber sobre o consumo de álcool e drogas enquanto conduzes

Tudo o que deves saber sobre o consumo de álcool e drogas enquanto conduzes

04 novembro 2019

Até há uns anos, os condutores apenas se viam afectados pelas provas de alcoolemia que realizavam as forças e corpos de segurança do Estado. Mas com o avanço e o...

Franco&Romero Abogados com Abogacía Española

Franco&Romero Abogados com Abogacía Española

04 outubro 2019

Em FRANCO&ROMERO Advogados, vais encontrar: profissionalismo, atendimento personalizado, um serviço de confiança e contacto directo contigo, de forma a resolver os teus assuntos jurídicos com total garantia.

Regime matrimonial no direito espanhol

Regime matrimonial no direito espanhol

28 junho 2019

O acordo é entendido como o conjunto de regras que ordenam os interesses económicos derivados do casamento nas relações entre cônjuges e terceiros. Os regimes são basicamente dois: o regime...

Acordos matrimoniais

Acordos matrimoniais

28 junho 2019

Os acordos matrimoniais, de acordo com a definição dada pelo Conselho Geral dos Notários, são: O contrato pelo qual as regras que regulam a relação económica do casamento são estabelecidas....

Cobrança de pensão de alimentos a nível transfronteiriço

Cobrança de pensão de alimentos a nível transfronteiriço

29 outubro 2018

Reza o n.º 1 e o n.º 2 do Art.º 17.º do Regulamento (CE) n.º 4/2009, de 10 de Janeiro que as decisões proferidas num Estado-Membro vinculado pelo Protocolo da...

 Advogados: Construindo pontes entre os CIDADÃOS e o ESTADO DE DIREITO

Advogados: Construindo pontes entre os CIDADÃOS e o ESTADO DE DIREITO

14 maio 2018

Os Advogados prestam os seus serviços de maneira independente aos cidadãos, defendendo os seus interesses e protegendo os seus direitos, dentro e fora dos tribunais.

Processo de revisão e confirmação de sentença estrangeira de divórcio

Processo de revisão e confirmação de sentença estrangeira de divórcio

10 fevereiro 2018

Quando um cidadão português se divorcia no estrangeiro, o mesmo tem de ser transcrito no registo civil português, em ordem a produzir efeitos em Portugal. Mas como agir nestas situações?...

Como se dividem os custos da escritura de compra e venda entre o vendedor e o comprador?

Como se dividem os custos da escritura de compra e venda entre o vendedor e o comprador?

10 fevereiro 2018

A menos que os contratantes disponham de outra forma, os custos de outorga de escritura pública correm por conta do vendedor, e os de primeira cópia e demais posteriores à...

A diferença entre Roubo y Furto

A diferença entre Roubo y Furto

23 outubro 2017

É frequente que pessoas alheias ao mundo do direito se perguntem qual é a diferença entre roubo y furto. A diferencia é que no CRIME DE ROUBO deve dar-se ou...

Pedido de indemnização por negligência médica contra o Serviço de Saúde Extremadura

Pedido de indemnização por negligência médica contra o Serviço de Saúde Extremadura

19 julho 2017

A reclamação de negligências médicas é um processo delicado, uma vez que carece de uma grande especialização por parte dos profissionais que levem a cabo este tipo de reclamações. Uma...

O apelido paterno já não prevalecerá na horea de registrar um filho recém nascido

O apelido paterno já não prevalecerá na horea de registrar um filho recém nascido

13 julho 2017

No próximo dia 30 de junho entra em vigor a reforma do Registo Civil, o apelido paterno já não prevalecerá na hora de inscrever um filho recém-nascido e os pais...

A caução nos contratos de arrendamento

A caução nos contratos de arrendamento

12 fevereiro 2017

Quando arrendamos um imóvel para habitação ou para fins não habitacionais, há um tema importante a ter em conta, trata-se da caução que no contrato de arrendamento de imóveis para...

A partilha da herança

A partilha da herança

03 janeiro 2017

Normalmente, nunca poderia imaginar os problemas que podem surgir quando um morre relativos e chega a hora de resolver o seu património. Este artigo visa dar um pouco de luz...

Direitos de um detento

Direitos de um detento

27 fevereiro 2016

Ninguém está livre de que por qualquer circunstância se possa ver privado da sua liberdade por ser detido pelas forças de segurança Este artigo pretende ser um guia para que...

O novo sistema de comunicação ao registo civil dos nascimentos e falecimentos

O novo sistema de comunicação ao registo civil dos nascimentos e falecimentos

26 janeiro 2016

Desde o dia 15 de outubro de 2015 que não é necessário inscrever o recém-nascido em Espanha, no Registo Civil correspondente, encarregar-se-ão os hospitais, de forma que os dados e...

Casar-se num Notário: celebração do casamento perante um Notário

Casar-se num Notário: celebração do casamento perante um Notário

26 janeiro 2016

Desde finais de julho de 2015 que é possível casar-se num Notário (para além das diversas formas de casamento, celebração do casamento religioso, e casamento civil, que até à data...

« »

Instagram

    Colaboraciones

    Abogados Top 10

    Recomendar Abogado

    Abogados 365

    Morosos.net

    Experiencia Jurídica

    Despacho Miembro

    Asociación Europea de Abogados

    Grupo Salud y Deporte Badajoz

    Grupo Salud y Deporte Badajoz

    AZCARAN Servicios Asistenciales

    Abogados 24 horas

    Vitium Abogados

    Facebook

    Twitter