É frequente que pessoas alheias ao mundo do direito se perguntem qual é a diferença entre roubo y furto.

A diferencia é que no CRIME DE ROUBO deve dar-se ou o emprego da força nas coisas para aceder ou abandonar o lugar onde estas se encontram ou o emprego da violência ou intimidação nas pessoas enquanto no CRIME DE FURTO, produz-se unicamente a subtração sem uso de força ou violência.

Tendo em conta o valor da subtração, podemos estar perante um crime de furto ou um crime leve de furto.

Quando estamos perante um crime de furto?

A diferença entre Roubo y Furto - Franco&Romero Advogados

A diferença entre Roubo y Furto

Para isso devemos remeter-nos aos artigos 234, 235 y 236 do Código Penal.

O artigo 234 estabelece que quem pretenda lucrar, levando as coisas móveis alheias, cujo valor exceda os 400 euros e contra a vontade do dono, será castigado por um crime de furto, com pena de PRISÃO de 6 a 18 meses.

O artigo 235 estabelece condutas que, se são consideradas como crimes de furto, são condutas agravadas e, portanto, a pena prevista é maior.

O crime de furto será castigado com a pena de PRISÃO de 1 a 3 anos, nos seguintes casos:

  • Quando se subtraia coisas de valor artístico, histórico, cultural ou científico.
  • Quando se trate de coisas de primeira necessidade e se cause uma situação de desabastecimento.
  • Quando se trate de conduções, cabos, equipamentos ou componentes de infraestruturas de fornecimento elétrico, de hidrocarboneto ou dos serviços de telecomunicações, ou de outras coisas destinadas à prestação de serviços de interesse geral, e se cause uma quebra grave aos mesmos.
  • Quando se trate de produtos agrários ou pecuários, ou dos instrumentos ou meios que se utilizam para a sua obtenção, sempre que o delito se cometa em explorações agrícolas ou pecuárias e cause um prejuízo grave às mesmas.
  • Quando revista especial gravidade, atendendo ao valor dos efeitos subtraídos, ou se produzam prejuízos de especial consideração.
  • Quando coloque a vítima ou a sua família numa grave situação económica ou se tenha realizado abusando das suas circunstâncias pessoais ou da sua situação de desamparo, ou aproveitando-se de um acidente ou a existência de um risco ou perigo geral para a comunidade que tenha debilitado a defesa do ofendido ou facilitado la comissão impune do delito.
  • Quando ao cometer um crime, o culpado tivera sido condenado executoriamente ao menos por três delitos compreendidos neste Título, e sempre que sejam da mesma natureza, não se terão em conta antecedentes cancelados ou que deveriam sê-lo.
  • Quando se utilize menores de dezasseis anos para la comissão do delito.
  • Quando el culpado ou culpados participem nos factos como membros de uma organização ou grupo criminal que se dedicam à comissão de delitos compreendidos neste Título, sempre que sejam da mesma natureza.

O artigo 236 diz-nos que serão condenados com pena de MULTA de 3 a 12 meses aquele que, sendo dono de uma coisa móvel ou atuando com o seu consentimento, se a subtraia a quem de maneira legítima a tem em seu poder, com prejuízo deste ou de um terceiro, sempre que o valor daquela exceda os 400 euros.

E se o valor do subtraído no furto é inferior a 400 euros?

Então estaríamos perante um crime leve de furto (o que antigamente se considerava “falta de furto“).

Este delito leve regula-se no artigo 234 do Código Penal, mais concretamente no parágrafo 2. O artigo mencionado diz-nos o seguinte:

Impor-se- á uma pena de MULTA DE UM A TRÊS MESES se a quantia do subtraído no excede os 400 euros, a menos que coincidisse alguma das circunstâncias do artigo 235

Portanto, se a quantia furtada não excede os 400 euros, impor-se- á uma PENA DE MULTA DE UM A TRÊS MESES.

Blog Legal Atual

O que nossos clientes acham?

5 out of 5 stars

Muy buena experiencia, en mi caso se me ha tratado bien en todos los aspectos, muy buenos profesionales, atentos, respetuosos, he sido informada en todo momento, el procedimiento a sido rápido y muy bien gestionado, con resultado de éxito. Tengo claro que siempre que necesite abogado, contaré con ellos. Quedo muy satisfecha. Gracias.

5 out of 5 stars

Mi agradecimiento Carlos por tu dedicación profesional y buen hacer tanto en el trato personal como a la hora de recibir asesoramiento. Ánimo y a seguir así. Muchas gracias por todo.

5 out of 5 stars

Es un placer expresar mi recomendación entusiasta sobre Franco & Romero Abogados. Su servicio es verdaderamente ejemplar, caracterizado por una notable agilidad, compromiso y organización. El Dr. Carlos Franco, en particular, demuestra una dedicación excepcional al tratar los asuntos de los clientes, siendo no solo atento, sino también un profesional de alto calibre. Su competencia y experiencia hacen que la experiencia del cliente sea aún más gratificante y confiable. En resumen, es un placer para mí reconocer y destacar la excelencia de esta firma y recomendar sus servicios sin reservas.

5 out of 5 stars

Profesionalidad y rapidez. Mi experiencia con ellos ha sido muy satisfactoria. Los recomendaría sin dudar.

5 out of 5 stars

Excelente abogado, con gran experiencia, seriedad y responsabilidad. Lo recomiendo 100%. No duden en contactarlo para sus trámites. Es muy eficiente. Desde ya, le doy las gracias por brindarme tan buen servicio.

Franco&Romero com o Sport

We use cookies

We use cookies on our website. Some of them are essential for the operation of the site, while others help us to improve this site and the user experience (tracking cookies). You can decide for yourself whether you want to allow cookies or not. Please note that if you reject them, you may not be able to use all the functionalities of the site.